Dia 23 de abril é comemorado o Dia mundial do livro e do direito de autor no calendário da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). Além do incentivo ao prazer da leitura, a data relembra também o falecimento de escritores como Miguel de Cervantes e William Shakespeare.

Aqui na Cidade Futura, celebramos o dia 23 de abril compartilhando indicações de leituras dos integrantes da nossa equipe.

Coleção Os pensadores
“Quando tinha 19 anos e já optado por seguir os estudos na área de Humanidades, um presente de aniversário ao meu pai que prontamente atendeu. Até hoje agradeço o presente. Era a coleção Os Pensadores, 43 livros que me acompanharam presencialmente por  32 anos, num intenso e permanente folhear de páginas. A cada desafio de conhecimento, lá estava eu debruçado na coleção. Em 2012 doei a coleção completa para a Biblioteca Publica do Estado de Santa Catarina e comprei no sebo virtual apenas os livros de/sobre Nietzsche, Freud e Marx. No dia mundial do livro, a coleção Os Pensadores, segue sendo a biblioteca que marcou minha vida profissional.” Eugenio Lacerda, antropólogo e integrante da equipe Cidade Futura 

O Olho da Rua, de Eliane Brum

Neste livro, a busca pelas verdades da notícia factual cede lugar à grande-reportagem. O simples e o desconhecido assumem o protagonismo do relato jornalístico de Eliane Brum. Histórias do garimpo e de garimpeiros, terras perdidas no Pará, os cachorros de Paraisópolis, o retiro do silêncio, a solidão dos últimos anos de vida e a humanização dos últimos momentos que antecedem a morte. No livro, a jornalista fala de assuntos universais através do contexto particular, da vida singular e íntima.  De tempos em tempos, releio a série de reportagens para relembrar o jornalismo como instrumento da literatura e de comunicação com o Brasil interior. Taynara Nakayama, jornalista e integrante da equipe Cidade Futura